Oxandrolona - O que é e como funciona

Oxandrolona - O que é e como funciona
A oxandrolona é um hormônio que sempre foi encontrada no medicamento “ANAVAR” por muito tempo, porem o laboratório tirou o medicamento do mercado por não querer ver o seu nome ligado a anabolizantes, por isso hoje em dia toda oxandrolona que ainda vem no anavar é fake, assim como os winstrols depot e etc, a forma mais segura de consegui-la é em forma manipulada na farmácia.
 
Ela é um dos anabólicos mais seguros. Para atletas, é um anabólico suave exercendo ganho de força e médio aumento da massa do músculo, alem de definição muscular. Embora seja suave, é o alfa 17 alkylated assim metabolizado no fígado, ou seja, exerce um nivel tóxico ao fígado. Pequeno, mas existe.
 
É um farmaco muito usado pelas mulheres por ser pouco tóxica ao corpo, com baixo risco de virilizarão. Normalmente ela é administrada entre 30mg/dia e 100mg/dia por homens e 10mg a 30mg por mulheres em um ciclo “comum” normalmente administrada com alguma testosterona ou até mesmo usada isoladamente.
 
 
O que diz na bula?
 
A Oxandrolona é um composto sintético, derivado da testosterona; como anabólico, promove o anabolismo protéico e estimula o apetite quando houver uma dieta rica em proteínas e calorias; como antianêmico, aumenta a produção de eritropoietina e de hemoglobina e tem ação direta na medula óssea.
 
INDICAÇÃO: A Oxandrolona é indicada nos processos catabólico, falha no crescimento físico (adjuvante), síndrome de Turner (disgênese gonodal feminina), hepatite alcoólica aguda moderada ou grave e má-nutrição calórica protéica moderada (tratamento).
 
DOSE: Adultos: 2,5mg via oral, 2 a 4 vezes/dia. Dose máxima 20mg/dia. Crianças: 0,25mg/kg/dia via oral e Síndrome de Turner: 0,05 a 0,125mg/kg/dia via oral.
 
REAÇÕES ADVERSAS: Reações mais freqüentes: virilismo, irritação na bexiga, sensibilidade ou dores nas mamas, ginecomastia, priapismo e acne. Reações ocasionais: disfunção hepática, diminuição dos fatores da coagulação, hipercalcemia, leucemia, hipertrofia prostática, diarréia, alterações da líbido.
 
PRECAUÇÕES: O risco/benefício do uso da Oxandrolona deve ser avaliado em situações clínicas como: comprometimentos cardíaco, hepático e renal, história de doenças coronárias, diabete melito e hipertrofia prostática. O uso dos anabolizantes esteróides para aumentar o desempenho dos atletas é prejudicial e está proibido internacionalmente.
 
INTERAÇÕES: - Medicamentosas: O uso concomitante de adrenocorticóides, glicocor- ticóides, mineralocorticóides, corticotrofina e medicamentos/alimentos contendo sódio aumentam o risco de edema; com cumarínicos ou indandiônicos e/ou com analgésicos e antiinflamatórios não-esteróides há aumento do efeito anticoagulante devido à diminuição dos fatores da coagulação; com antidiabéticos orais e com insulina verifica-se aumento do efeito hipoglicêmico devido à diminuição da glicemia promovida pelos esteróides anabólicos.
 
CONTRA-INDICAÇÕES: A Oxandrolona está contra-indicada no tratamento de câncer de mama disseminada. Comprometimento hepático grave, hipercalcemia ativa, nefrite, câncer de próstata, gravidez.
 
ARMAZENAMENTO: Em recipientes bem fechados, ao abrigo da luz, calor e umidade.
 
 
 
Muitos fazem doses extremamente altas quando comparadas às recomendadas pelos médicos em seus pacientes.
 
Ganhos de 2 a 5 quilos e médio de 3,5kg de massa magra (e não kg de balança da farmácia) em 6 a 8 semanas.
 
O que diferiram os ganhos foram os objetivos, a alimentação e a receptividade bioquímica do atleta.
 
Preço médio praticado na internet: R$ 200,00 a R$ 240,00.
Quantidade: 200 capsulas.
 
Bons treinos.
 
 
Fonte: Fragmentos de textos da internet.